Instituto Cuida de Mim: Centro de Atendimento, Estudos e Pesquisas em Saúde Mental.

Proposta de trabalho para o ballet – Professora Gisele Albano

0

A integração entre corpo mente e alma é a proposta de trabalho de ballet clássico desenvolvido pela professora Gisele Albano.

Formada pela UNICAMP em Dança e Artes Corporais, mestranda na área de Psicologia, Gisele desenvolve um trabalho diferenciado que tem por objetivo promover o autoconhecimento e autocompreensão buscando estabelecer um bem estar emocional aliado à técnica do Ballet Clássico.

O centro de tudo isso é a compreensão de que nosso corpo constitui-se da totalidade do que somos e experimentamos ao longo da vida. Nossa complexidade biológica torna-se o resumo de nossos conhecimentos, histórias pessoais e memórias.

Desde bebês, nossos primeiros registros são sinestésicos (nossas sensações, movimentos e impressões sensoriais). Sentimos pela pele o toque e o calor de outras pessoas e objetos. Nesta tenra idade, estes registros sinestésicos são armazenados no inconsciente, juntamente com manifestações afeto e desafeto, satisfações ou frustrações. Os sucessos e os fracassos da infância podem parecer remotos e sem significado para nós na vida adulta, porém foram eventos importantíssimos que influenciaram de forma definitiva a constituição de quem somos hoje.

Através do Ballet é possível apurar essas sensações conscientes ou pré-conscientes e trabalhá-las através do movimento e da expressão corporal.

A proposta de trabalho seguida pela Professora Gisele Albano busca assim o inverso da “somatização”: buscar um bem estar físico, que possa se elevar ao bem estar psíquico. Normalmente no dia-a-dia as pessoas incorrem na somatização de seus problemas: mal estares emocionais e estresses refletem-se na saúde e no condicionamento físico, gerando agravos à saúde.

O trabalho defendido pela Professora Gisele engloba assim dança, psicologia e uma terapêutica corporal, associada a uma forma de dançaterapia.

Um corpo que se movimenta, sugere liberdade, que é a busca de todo o ser humano. Liberdade de ser, de sentir, de experimentar, de viajar e de expressar-se. Podemos então por meio do corpo acessar bloqueios, experimentar o prazer do qual tanto sentimos falta em momentos de fragilidade. Através da expressão corporal podemos escutar melhor nossos desejos, conhecer mais sobre nossa identidade e à medida que o corpo se transforma, percebemos que nossa identidade também se transformou.

A Identidade e a história de um ser humano residem na alma e no corpo. Ao atingir o autoconhecimento de nosso corpo, temos condições de estabelecer alianças mais fortes com nossas aspirações pessoais e desta forma dialogar com nossa alma, de forma integral e transparente pelo auxilio da dança.

Compartilhe

Escreva um comentário