Instituto Cuida de Mim: Centro de Atendimento, Estudos e Pesquisas em Saúde Mental.

Criança Brasileira

0

Olhando pro céu, vi andorinhas num vôo brincalhão.

Pensei cá comigo: – O que parecem?

Crianças voando com alegria e liberdade.

Olhei novamente pro céu.

Elas voavam formando um palco de dança no ar.

Quando de repente uma voz quase apagada me chamou.

– Me dá uma esmola?

Despenquei do céu e caí no real.

Lembrei que morava no Brasil.

Uma figura magra, pequena e triste me pedia:

– Me dá uma esmola?

Eu a olhava e via Portinari na minha frente com sua obra – Os Retirantes – tão atual!

E aquela criança, uma figura de fome, descaso e tristeza, insistia, puxando minhas vestes e reclamando:

– Me dá uma esmola, anda, me dá!

E em fração de segundos eu estava com a cabeça rodando a mil e não dava esmola a ela porque não era esmola que eu queria dar.

Ela merecia voar como as andorinhas, brincar de festa no ar e não despencar num poço fundo, sem saída.

Políticos sedentos de poder deixaram só lama ao pisar. E o escuro do poço estreito e frio, sem janela, pro Sol entrar.

Não é esmola que eu quero dar. É muito mais, mais que tudo aquilo que lhe cabe por direito, pra que voe na festa do ar.

É saúde, educação e cultura pra que você, criança, receba da Pátria o abraço merecido.

Extraído do Livro : Projeto Ação – Integração – O prazer de aprender, de autoria de Selma Clara Alaga – Pedagoga, Arte-ducadora, Palestrista, Pintora, Desenhista e Poetisa.

Compartilhe

Escreva um comentário